AAAPV

Academia de Letras de Brasília terá gestão comandada pelo presidente da AAAPV

Cerimônia de posse aconteceu na Câmara Legislativa do Distrito Federal, nesta terça-feira (23), e teve a presença de diversos acadêmicos e autoridades; Raul Canal estará à frente da Academia pelo próximo biênio

ANDREW SIMEK

A mais importante Casa de Cultura da Capital da Esperança agora tem uma nova gestão. O presidente da AAAPV (Agência de Autorregulamentação das Entidades de Autogestão de Planos de Proteção Contra Riscos Patrimoniais), Raul Canal, assumiu a presidência da ACLEB (Academia de Letras de Brasília) pelo próximo biênio, na noite desta terça-feira (23). A cerimônia de posse aconteceu no plenário da CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) e contou com a presença de diversos acadêmicos e autoridades.

O deputado Reginaldo Sardinha (PL/DF) abriu os discursos ressaltando a importância da Academia para o Distrito Federal. “É uma entidade composta por membros de grande conhecimento, mas humildes ao mesmo tempo, que trazem, em sua estrada, uma história de construção do novo, do necessário e do bem para toda a sociedade”, disse.

Em seguida, o decano e presidente de honra vitalício da ACLEB, José Carlos Gentili, apresentou a Coletânea 2022 e parabenizou a participação de jovens que produziram crônicas especialmente para essa edição comemorativa, intitulados “escritores do amanhã”. Já a presidente da Academia de Letras e Música do Brasil (Almub), Meire Lucy Fernandes, cumprimentou todos os acadêmicos e desejou uma gestão profícua e de sucesso ao novo presidente.

BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA
O então presidente da ACLEB, Antonio Paulo Filomeno, passou a gestão ressaltando as tratativas para trazer o coração do libertador D. Pedro I para as comemorações do Bicentenário da Independência antes que qualquer entidade governamental, diplomática ou eclesiástica, o fizesse. “A relíquia aí está. Feliz gestão, presidente Raul, sob as bênçãos de Deus. Estamos aqui, para trabalhar e engrandecer a cultura, honrando nosso lema ‘ad lucem, viva Brasília’”, finalizou.

Reiterando a fala de Filomeno, o presidente eleito da ACLEB, Raul Canal, por sua vez, disse que o Dia do Fico, celebrado em 9 de janeiro, passou despercebido pela imprensa. E que, a partir desse ato, outras situações culminaram no grito da independência. “Nos 200 anos da independência, deveríamos ter feito um monumento nos padrões da Torre Eiffel. Festivais, manifestos, seriados de televisão, para contar um pouco da nossa história. Infelizmente, a data quase passa em branco”, disse.

Agora, com a nova gestão, a ideia, segundo o presidente eleito, é oxigenar a Academia, trazer novas atividades, para que marcos como esse não sejam esquecidos, e valores sociais, morais e cívicos sejam cada vez mais ressaltados.

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: