AAAPV

Com uso de Inteligência Artificial, quatro em cada 10 vistorias em veículos foram reprovadas no Espírito Santo

Sistema com Inteligência Artificial (IA) mostra eficiência ao evitar falha humana e detectar veículos com algum tipo de irregularidade

Por Portal do Trânsito

A Inteligência Artificial (IA) na vistoria veicular já é uma realidade no Espírito Santo desde setembro do ano passado e o resultado da implementação da tecnologia já pode ser visto nos números expressivos de prevenções de intercorrências nos procedimentos. Isso porque, desde o início do projeto até março deste ano, 118.892 vistorias foram reprovadas pelo sistema na verificação, seja por veículos com equipamento obrigatório ineficiente ou inoperante, por erro humano na realização do serviço ou suspeita de fraude, o que representa 38,3% do total de 310.272 vistorias realizadas no mesmo período com a utilização da IA por Empresas Credenciadas de Vistoria (ECVs) no Estado. Ou seja, cerca de quatro em cada 10 vistorias foram bloqueadas no Estado desde a implantação da ferramenta tecnológica de inteligência artificial.

A IA foi incrementada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) com o objetivo de garantir mais segurança a quem for adquirir um veículo, pois as vistorias veiculares realizam a captura das imagens obrigatórias e opcionais, fazem o confronto e validação das informações sem passar pela ação humana, e impedem fraudes e a venda de carros ou motos clonadas, por exemplo. O sistema também faz registro e armazenamento das informações no banco de dados, impossibilitando alterações. Os mesmos dados são protegidos com uma chave de integridade e com a transparência em todos os envolvidos no processo, garantindo a rastreabilidade e originalidade das imagens nos laudos finais da vistoria.

Para o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, os resultados obtidos nos primeiros meses de implantação da Inteligência Artificial significam que estão sendo coibidos números significativos de erros e fraudes nos registros de veículos no Espírito Santo, principalmente relacionadas a adulterações em veículos roubados e clonagens.

“A tecnologia tem que ser utilizada como uma aliada da segurança dos procedimentos realizados pelos cidadãos, que trabalham bastante para adquirir seus bens materiais. Vale lembrar que até 2019 as vistorias eram feitas com coletas de dados em papel, o que tornava o serviço vulnerável à ação de criminosos. Agora, é possível conferir um nível alto de confiabilidade sobre a procedência e estado de conservação do veículo, o que significa também mais segurança para quem vai conduzir o veículo, tendo o atestado de que o carro ou a moto, por exemplo, está em bom estado para trafegar”, salienta Vieira.

O que fazer se a vistoria for reprovada

Nos casos em que a vistoria tem o laudo negativo, o comprador deve se atentar ao motivo da reprovação para saber como deve proceder. Em situação de reprovação por equipamento obrigatório ineficiente ou inoperante, como pneu careca, vidro trincado, farol queimado, o interessado deve fazer a correção dos itens e retornar à vistoria para nova verificação. Quando se tratar de reprovação por suspeita de adulteração nos itens de identificação (motor e chassi), o Detran||ES orienta que o interessado procure a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, para que seja feito um laudo pericial no mesmo a fim de atestar sua originalidade.

Combate a falhas ou fraudes

De setembro do ano passado até março deste ano, 45.596 vistorias foram reprovadas pelo sistema por inconsistências na verificação obrigatória, seja por erro humano na realização do procedimento, seja por suspeita de fraude, o que representa 14,69% do total de 310.272 vistorias realizadas no mesmo período com a utilização da IA pelas ECVs no Espírito Santo.

No entanto, o Detran|ES esclarece que não é porque a vistoria reprovou um veículo que necessariamente ele está envolvido em um processo fraudulento. Isso porque o laudo negativo pode também ser motivado por falha humana na realização do serviço ou porque o veículo está em mau estado de conservação ao apresentar itens obrigatórios com problemas.

Quando fazer vistoria no veículo

A vistoria veicular é obrigatória para a realização de serviços de transferência de propriedade do veículo. Além disso, alteração do domicílio intermunicipal ou interestadual e também para outros serviços que precisem da emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

A lista de ECVs regularizadas no Espírito Santo pode ser encontrada no site do Detran | ES, o www.detran.es.gov.br na área de Serviços Credenciados, clicando em Empresas de Vistoria Veicular.

Foto: Divulgação/Detran ES

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: