AAAPV

Práticas pedagógicas e o uso de tecnologias na Educação para o Trânsito

Conheça atividades do Programa Conexão DNIT que abordam o uso consciente das tecnologias no trânsito

Por Portal do Trânsito

O uso de tecnologias faz parte da vida dos estudantes e saber como lidar com elas no espaço do trânsito é fundamental para a segurança de todos – pedestres, condutores, ciclistas e passageiros. O Programa Conexão DNIT disponibiliza gratuitamente materiais pedagógicos de Educação para o Trânsito, voltados a todos os anos do Ensino Fundamental e às séries do Ensino Médio. A seguir, o órgão indica três atividades de educação que abordam o uso seguro das tecnologias no trânsito, para estudantes de diversas etapas de formação.

A atividade De olho no no celular! é voltada aos estudantes das séries iniciais, mais especificamente, do 3º ano do Ensino Fundamental.

Ela aborda o conteúdo de trânsito “O pedestre e o celular” a partir de uma proposta que se articula ao objeto de conhecimento  “Leitura de imagens em narrativas visuais”, de Língua Portuguesa, previsto pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Por meio da leitura de uma tirinha, a atividade suscita o conhecimento e a identificação dos riscos do uso do celular durante as caminhadas. Nesses momentos é preciso estar atento ao trânsito, evitando quaisquer dispositivos que possam comprometer sentidos como visão e audição.

Quanto aos anos finais, a atividade Atenção ao transitar com GPS foi desenvolvida para o 6º ano, articulando-se ao componente curricular Educação Física.

Por meio de um jogo, instiga-se os estudantes a analisar a utilidade do dispositivo de GPS (Sistema de Posicionamento Global) no trânsito. O jogo dialoga com o objeto de conhecimento da BNCC “Práticas corporais de aventuras urbanas”, e enfatiza o uso adequado e cauteloso do GPS.

No Ensino Médio, um exemplo de atividades que aborda o uso de tecnologias no trânsito é Aplicativos no trânsito: use com ética e com segurança. Ele dialoga com área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Essa proposta pedagógica se articula com os componentes de Filosofia, Geografia, História e Sociologia, por meio da habilidade da BNCC que dispõe sobre o uso das tecnologias digitais de comunicação de forma crítica e ética nas práticas sociais. A atividade propõe uma reflexão sobre a evolução e as implicações do uso de tecnologias de comunicação no trânsito. Problematiza-se as implicações do uso irresponsável desses dispositivos, por meio do exemplo do compartilhamento de informações sobre a localização de blitz da Lei Seca. Dessa forma, favorecendo a impunidade de condutores infratores. Reforça-se o risco que o uso antiético de aplicativos como Waze podem implicar para a segurança de todos os usuários das vias públicas.

Esses são apenas alguns exemplos de práticas pedagógicas que permitem abordar o uso de tecnologias por meio da Educação para o Trânsito. É possível encontrar outras propostas na aba “Busca por Atividades” do portal web ou do aplicativo do Programa Conexão DNIT (Android e iOS).

Para conhecer melhor a temática da Educação para o Trânsito e os materiais pedagógicos do Conexão DNIT, o Programa também oferta cursos gratuitos e on-line para professores, gestores e especialistas. Um exemplo é o curso Cidadania: Práticas Transversais de Educação para o Trânsito no Ensino Fundamental por meio do Programa Conexão DNIT. Ele está com inscrições abertas até 16 de junho.

Foto: tonodiaz para Depositphotos

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: