AAAPV

Produção de motos volta a crescer, mas segue afetada pela pandemia

As fabricantes de motos instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram 58.104 unidades em fevereiro, número que corresponde a uma alta de 8,2% sobre o resultado obtido em janeiro, que teve 53.631 unidades produzidas.

Por Motociclismo

Apesar do avanço sobre janeiro, a produção de motos em fevereiro contabilizou uma queda de 38,6% em relação ao mesmo mês de 2020, quando 94.442 motocicletas saíram das linhas de montagem.

As informações são do último relatório divulgado pela a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Abraciclo. De acordo com o presidente da entidade, Marcos Fermanian, o ritmo de produção segue prejudicado por conta das limitações impostas pela segunda onda do coronavírus em Manaus – as fábricas tiveram de readequar seus turnos para atender ao toque de recolher implantado pelo governo estadual.

“Essas medidas impediram que as fábricas mantivessem a curva crescente de produção registrada nos últimos meses de 2020. Acreditamos que, com produção plena a partir de março, conseguiremos recuperar parte dos volumes e, com isso, ter condições de reduzir a fila de espera por motocicletas, que hoje é de cerca de 150 mil unidades”, completa o executivo.

Ainda de acordo com o estudo da Abraciclo, os dois primeiros meses de 2021 contabilizaram 111.645 unidades produzidas, o que corresponde a uma queda de 42,7% em relação as 194.734 unidades fabricadas em igual período de 2020.

Foto: Divulgação/Motociclismo

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: