AAAPV

Rede Globo na Bahia assume equívoco ao criminalizar associação e divulga nota de repúdio da AAAPV

Retratação foi veiculada na última quarta-feira (25), no mesmo tempo de duração da reportagem que acusou injustamente a mútua

No dia 25 de abril, quase duas semanas após divulgar uma reportagem acusando uma associação filiada à AAAPV (Agência de Autorregulamentação das Associações de Proteção Veicular e Patrimonial), a Rede Globo na Bahia acatou um pedido da justiça, assumiu o equívoco ao culpabilizar a mútua e leu uma nota de repúdio feita pela associação em parceria com a Agência.

Advogados Renato Assis e Ananda Nunes, juntamente com o vice-presidente da associação lesada, Claudemir Romeu Dickel

O feito é uma conquista dos advogados Renato Assis e Ananda Nunes. Eles estiveram na Polícia Federal do Estado nos últimos dois dias, juntamente com o presidente da mútua que foi lesada, Genário Alves da Silva.

“Já havíamos conseguido uma retratação no dia seguinte à divulgação da matéria. Agora, obtivemos a leitura da nota no mesmo tempo de duração da reportagem, que foi de um minuto e trinta e oito segundos”, comemorou Assis, que também é procurador-geral da AAAPV.

Confira a nota na íntegra, feita pela AAAPV e enviada um dia após a veiculação da reportagem:

No início da tarde desta quinta-feira (12), a afiliada da Rede Globo na Bahia acusou injustamente e caluniosamente a Associação Brasília de Benefícios de ser uma organização criminosa, no programa “Bahia Meio Dia”. Reiteramos os compromissos com a sociedade e os associados, e certificamos que as atividades são totalmente legais e regulares.

Ao contrário do que foi veiculado na reportagem, inexiste qualquer “fachada para empresa” e comercialização clandestina de planos de seguros. A entidade é uma associação que fornece aos seus associados planos de Proteção Veicular, atividade regular aos olhos da justiça, conforme comprovado pelos tribunais federais de todo o País.

Também não procede a informação de que os associados não recebem os ressarcimentos, pois todos os eventos regulares nos oito anos de funcionamento da associação foram devidamente ressarcidos. A investigação em tela ocorreu por iniciativa e denúncia do Sindicato dos Corretores, que combate a atuação das associações em função de serem uma alternativa justa aos seguros privados ofertados pelos bancos e seguradoras.

Estamos à disposição para quaisquer outros esclarecimentos, e aguardamos a correção do material divulgado.

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: