AAAPV

Rio Grande do Sul tem média de dois roubos de carro por hora

Em Pelotas, o crime cresceu 40% em relação ao ano passado. Polícia afirma que carros roubados são utilizados em outras infrações

Por G1

A cada duas horas, um carro é roubado no Rio Grande do Sul, de acordo com dados divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança. O crescimento do crime, que normalmente é cometido com violência, foi de 3% na primeira metade de 2017, em relação ao mesmo período do ano passado. Pelotas, na Região Sul do estado, registrou o maior crescimento entre as cidades mais populosas do interior. Nos primeiros seis meses deste ano, 144 veículos foram roubados, um aumento de 40% em relação ao início do ano passado, quando o índice ficou em 103.

Segundo a Polícia Civil da cidade, na maioria dos casos os veículos são roubados para serem utilizados em outros crimes. “Eles [os bandidos] roubam estabelecimentos comerciais, ou uma residência e, para fugir com os objetos roubados, têm usado os veículos. Isto, na nossa ótica, é o que ajudou a aumentar um pouco o número de roubos de veículos nesse período”, diz o delegado Rafael Lopes. O aposentado Jaime Neto conta que, na última sexta-feira (28), o carro da família foi roubado no centro da cidade. “É o carro que usávamos para levar a mãe no médico. Dói. Não esperava isso aqui nessa cidade”, desabafa.

O estudante Lenon Lemos teve o carro roubado nesta quarta (2), mas soube que veículo foi localizado. “Fiquei mais tranquilo, mas temos que ver o que tiraram, não sei o que foi a perda, o que vamos recuperar”, diz. Neto espera ter a mesma sorte. “A esperança é a última que morre. O carro fica esperando, vai ser brabo. É difícil, mas tomara que apareça”, diz. Em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o roubo de carros cresceu quase 5% de janeiro a junho: de 530 para 555. E em Caxias do Sul, na Serra, pouco mais de 3%: de 442 para 457.

Foto: Reprodução/TV Globo

Prezadas mútuas filiadas,

Informamos que a Assembleia Geral Ordinária da AAAPV, programada para o dia 10 de junho de 2024, mudou de data.

Agora, ela ocorrerá no dia 28 de junho de 2024 (sexta-feira). Para ter acesso ao edital de convocação com a alteração, acesse: